As melhores cenas lésbicas de “Azul é a cor mais quente”

17 min

La vie d’Adèle, traduzido no Brasil como Azul é a cor mais
quente arrebatou a palma de ouro do Festival de Cannes em 2013, assim como suas
duas atrizes principais, Adèle Exarchopoulos e Léa Seydoux, levaram o prêmio de
melhor atriz. Para os punheteiros de plantão, nada como uma boa bronha com essas
duas maravilhas lindas e talentosas se pegando como se estivessem em um filme
pornográfico. Aqui para facilitar o trabalho, deixamos uma compilação das
melhores cenas em que Adèle e Léa se pegam como duas cadelinhas no cio, incluindo
a famosa cena de oito minutos sem corte de muita esfregação, dedada e chupadas de
grelo sensacionais.


Tweetar